O primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, perdeu, esta segunda-feira, um eleição interna do seu partido e vai ser substituído no cargo pelo rival de longa-data Malcolm Turnbull.

Segundo a agência Reuters, a substituição de Abbott por Turnbull é o culminar de meses de polémicas em torno do Governo e do primeiro-ministro, consideradas responsáveis pela diminuição da popularidade do Partido Liberal.

Turnbull, um multimilionário, ex-banqueiro e empreendedor de tecnologia, venceu a eleição interna com 54 votos contra 44.

A ministra dos Negócios Estrangeiros, Julie Bishop, foi eleita vice-presidente do partido.

Turnbull, até agora ministro das Comunicações, anunciou a intenção de disputar a liderança do partido por considerar que o atual governo foi “incapaz de dar ao país a direção económica” necessária.

O Governo liderado por Abbott venceu as eleições em 2013, e desde essa altura vem acumulando problemas internos. Em consequência, o Partido Trabalhista tem liderado cada vez mais as sondagens.