O primeiro-ministro australiano disse esta terça-feira que 330 militares vão ser destacados para o Iraque para treinar as tropas iraquianas no combate contra jihadistas, incluindo do Estado Islâmico.

Tony Abbott disse que as tropas seriam destacadas a partir de quarta-feira e operar a partir da base de Taji, a norte de Bagdade, juntamente com 100 soldados da Nova Zelândia.

«Não vamos ter um papel de combate. É uma missão de treino, não é uma missão de combate», afirmou Abbott aos jornalistas.

As tropas vão juntar-se ao contingente na região. Cerca de 170 australianos das forças especiais estão no Iraque a apoiar as tropas governamentais.

Oito aviões F/A18s baseados nos Emirados Árabes Unidos participam nos ataques aéreos contra os militantes do grupo estado islâmico.