A pequena comunidade americana de Tyrone, Estado do Missouri, está em choque depois de, nesta sexta-feira, terem aparecido nove pessoas mortas em quatro casas diferentes.

A polícia foi alertada pelo telefonema de uma menina, que disse ouvir tiros na sua casa e fugiu. Quando chegou ao local, a polícia foi encontrando diversas vítimas, espalhadas por várias casas.

«No nosso trabalho vemos muita coisa má, mas nada tão mau assim», disse o Sargento Jeff Kinder, em declarações recolhidas pela NBC.

  As razões que levaram ao crime, bem como a identidade das vítimas e do atirador não foram reveladas pela polícia do Missouri.

Aparentemente, oito pessoas terão sido vítimas de armas de fogo, sendo que um dos mortos será o alegado atirador, de 36 anos, que, ao que tudo indica, se suicidou.

Uma nona pessoa foi encontrada morta numa casa, mas aparentemente por razões naturais. Na primeira casa, a polícia encontrou dois mortos. Noutras três habitações, cinco pessoas foram encontradas já sem vida e uma ferida, que foi levada para o hospital.

O alegado autor do massacre é o oitavo cadáver, encontrado dentro de um veículo.