O treinador que salvou a vida a vários alunos, durante o massacre na Florida, morreu na madrugada desta quinta-feira. Após ter sido baleado durante o tiroteio na escola secundária Marjory Stoneman Douglas, que vitimou pelo menos 17 pessoas, Aaron Feis acabou por morrer.

A equipa de futebol onde Aaron era treinador-adjunto partilhou a notícia através da sua conta no Twitter.

Nas redes sociais, surgiu uma onda de reações à coragem do treinador, que se terá colocado à frente dos alunos, salvando a vida de muitos deles.

Para além de treinar a equipa de futebol, Aaron Feis trabalhava como segurança da escola há mais de oito anos – foi através do “walkie-talkie” que recebeu a notícia de que a escola estava sob ataque de um atirador.

Como explicou uma testemunha ao Miami Herald, o homem colocou sempre em primeiro lugar a segurança dos alunos.

Ele era muito dedicado à segurança da escola”.

Aaron Feis foi aluno da escola Marjory Stoneman Douglas até 1999, lugar onde passou toda a sua vida profissional de treinador.