Tiroteio em escola é «tragédia nacional», diz Sarkozy

Presidente francês prometeu descobrir o criminoso e decretou um minuto de silêncio terça-feira em todas as escolas

Por: Redação / PP    |   19 de Março de 2012 às 12:51
O Presidente francês, Nicolas Sarkozy, declarou esta segunda-feira como «tragédia nacional» o ataque armado a uma escola judaica da cidade de Toulouse, no Sudoeste do país, onde quatro pessoas morreram, e prometeu descobrir o criminoso.

«Será feito absolutamente tudo para encontrar o assassino», disse Nicolas Sarkozy, durante uma visita à escola, onde decretou um minuto de silêncio, na terça-feira, em todas as escolas francesas e onde prometeu que o ministro do Interior, Claude Guéant, permanecerá na cidade o tempo que for necessário.

«São as nossas crianças. Não são só as vossas crianças, são também as nossas», disse o Presidente.
PUB
Partilhar
FOTOGALERIA:
Tiroteio em escola judaica de Toulouse fez quatro mortos

Tiroteio em escola judaica de Toulouse fez quatro mortos (Jean Philippe Arles/Reuters) EM CIMA: Tiroteio em escola judaica de Toulouse fez quatro mortos (Jean Philippe Arles/Reuters)

COMENTÁRIOS

PUB
Ministro grego das Finanças: «Estou desejoso de ir a Berlim»

Yanis Varoufakis utiliza a caricata expressão inglesa «cold turkey» (perú frio, na tradução literal) para explicar que Atenas tem de parar de um dia para o outro com a dívida e garantir que não volta mais a essa dependência: «Fomos eleitos para pôr fim ao vício». Quer negociar em pé de igualdade e recebeu, de França, alguma compreensão, depois de ter estado reunido, em Paris, com o homólogo francês