Uma mulher grávida matou o namorado, acidentalmente, quando estavam a fazer um vídeo para o youtube. O incidente aconteceu na segunda-feira no Minnesota, nos Estados Unidos da América.

Segundo a imprensa norte-americana, o vídeo tinha como objetivo aumentar a popularidade do canal online da jovem. Monalisa Perez, de 19 anos, acabou por matar o namorado, Pedro Ruiz, de 22 anos.

O vídeo terá sido ideia de Ruiz e consistia em colocar Monalisa Perez a disparar contra um livro que ele próprio segurava em frente ao peito. Supostamente, a bala devia ter ficado presa nas páginas do livro, mas tal não aconteceu. O tiro foi disparado a cerca de 30 centímetros do rapaz e acertou-lhe no peito.

Perez, depois de alvejar o namorado, ligou para o 911 (número de emergência nos EUA, equivalente ao 112 em Portugal) a pedir ajuda e a dizer que tinha disparado acidentalmente no companheiro. Quando os médicos e as autoridades chegaram ao local, o rapaz ainda se encontrava com vida, mas devido à gravidade do ferimento acabou por morrer no local.

Antes do acontecimento trágico, Perez publicou no twitter que “eu e o Pedro vamos filmar, provavelmente, um dos vídeos mais perigosos de sempre. A ideia é dele, não minha”.

Claudia Ruiz, tia da vítima, explicou a WDAY-TV que era hábito do casal fazer vídeos para colocar no Youtube. Esta nova ideia serviria para aumentar o número de seguidores. Ruiz contou que o sobrinho lhe terá dito que iam fazer este vídeo “porque queremos mais espetadores, queremos ser famosos”.

Eles estavam apaixonados. Foi uma brincadeira parva que correu mal”, disse a tia de Pedro à CNN.

A primeira filha do casal, de três anos, estava no local. A mulher, grávida de sete meses, está acusada de homicídio em segundo grau e pode ser condenada a 10 anos de prisão e a pagar uma multa de 20.000 dólares (cerca de 18.000 euros).