O jovem acusado de ter assassinado dois estudantes oriundos da China em Los Angeles em 2012 declarou-se, esta quarta-feira, culpado e foi condenado a prisão perpétua, noticia a AFP.

Bryan Barnes, de 21 anos, admitiu as duas acusações de homicídio em primeiro grau nas mortes de Ying Wu e Ming Qu, estudantes que foram alvejados quando estavam sentados num carro em abril de 2012, perto do campus da University of Southern California (USC).

Outro réu, Javier Bolden, também com 21 anos, continua a aguardar julgamento e deverá comparecer em tribunal a 12 de março para uma primeira audiência.