Um sismo de magnitude 5,9 atingiu hoje a Coreia do Norte. Os especialistas afastam, contudo, que tenha sido causado por um teste nuclear.

A Associated Press cita analistas que dizem que a Coreia do Norte tem de realizar outro teste nuclear para conseguir aperfeiçoar um míssil nuclear capaz de atingir os Estados Unidos.

A 4 de julho, Pyongyang testou o lançamento de um míssil balístico intercontinental, aplaudido por 300 mil pessoas no país.

Sabe-se que os cinco testes nucleares anteriores da Coreia do Norte causaram sinais de sismos artificiais. Pyongyang garante que o míssil tem capacidade de transportar uma ogiva nuclear.

No último fim de semana, a imprensa oficial norte-coreana classificou como uma “provocação” o envio de dois bombardeiros norte-americanos para a península coreana para fazer exercícios e advertiu que estas manobras “podem causar uma guerra nuclear”.