Um cidadão norte-americano e australiano de 36 anos foi condenado, na segunda-feira, em Nova Iorque, a 18 anos de prisão, por ter ajudado financeira e materialmente a rede da Al-Qaeda durante perto de três anos.

Sabirhan Hasanoff, originário de Brooklyn, tinha sido detido em 2010 nos Emirados Árabes Unidos e transferido para Nova Iorque.

Em 18 de junho de 2012 confessou-se culpado por ter apoiado e procurado apoio, incluindo financeiro, a militantes da organização no Iémen e em outros locais.