A embaixada dos Estados Unidos na Arábia Saudita anunciou, este sábado, a suspensão dos serviços consulares no país devido aos elevados riscos para a segurança.

Nenhum serviço na representação diplomática em Riade e nos consulados de Jeddah e Dahran estará a funcionar no domingo e na segunda-feira, informou a embaixada em comunicado publicado no seu portal.

«O Departamento de Estado apela aos cidadãos norte-americanos para que considerem, com prudência, os riscos de viajarem para a Arábia Saudita e pede para que evitem deslocações não essenciais no país», refere a nota oficial.


A embaixada advertiu na sexta-feira os trabalhadores ocidentais que trabalham na indústria do petróleo na Arábia Saudita para o risco de ataques, incluindo sequestros, por parte de grupos «terroristas».

O comunicado não cita o nome de nenhum grupo em específico nem faculta detalhes sobre a natureza dos eventuais ataques.

A advertência surge numa altura em que a Arábia Saudita participa na coligação internacional liderada por Washington contra os jihadistas do Estado Islâmico (EI) que, desde setembro, tem lançado raides aéreos contra posições do grupo extremista na Síria e no Iraque, suscitando os receios quanto a eventuais represálias.