“Os ataques franceses mataram ‘jihadistas’ [na Síria]. Podem ter sido ‘jihadistas’ franceses”, declarou fonte governamental, citada pela agência AFP.

“Seis foi um número anunciado como provável por uma organização não-governamental síria. Neste momento, não podemos confirmar nada”, acrescentou.

Segundo a Reuters, a França lançou ataques aéreos contra campos de treino do Estado Islâmico na Síria, a 27 de setembro e 9 de outubro.