A Braderie, uma tradicional feira de rua que se realiza todos os anos na cidade de Lille, em França, não irá realizar-se este ano por razões de segurança.

A decisão foi tomada pelo Presidente da Câmara da cidade, Martine Aubry que, em conferência de imprensa, lamentou não conseguir evitar o cancelamento da maior feira de rua na Europa.

Existem riscos que não podemos reduzir. Posto isto, acho que devemos cancelar a feira da ladra 2016”, disse Martine Aubry

O jornal The Independent avança que a decisão surge depois do recente ataque terrorista em Nice onde, no dia 14 de julho, 84 pessoas morreram. Também o assassinato de um padre, na Normandia, levado a cabo por um jovem que disse fazer parte do Estado Islâmico fez aumentar as preocupações de segurança no país para eventos com acolhem um elevado número de pessoas.

No início desta semana, o ministro da defesa Jean-Yves Le Drian disse que França está perante uma ameaça séria.

“Estamos em situação de guerra. Por isso, neste momento, temos de proibir eventos que não possam respeitar as normas de segurança”, disse.

Todos têm de perceber que estamos nesta situação e que isso traz constrangimentos”, acrescentou o ministro.

A feira de Braderie alberga cerca de 10 mil bancas de venda distribuídas por mais de 100 quilómetros de exposição. 

O último cancelamento do evento ocorreu durante a Segunda Guerra Mundial.