Pelo menos 12 pessoas morreram na sequência de uma série de explosões e confrontos com a polícia na região do Xinjiang, no noroeste da China, com maioria muçulmana, informou a imprensa oficial.

Os incidentes ocorreram durante uma operação policial para a «detenção de terroristas» este fim de semana, depois de na sexta-feira terem sido registadas três explosões na localidade de Xinhe, próxima da fronteira com o Quirguistão.

Durante os confrontos, as autoridades dispararam contra seis pessoas e outras seis imolaram-se, de acordo com a versão oficial, que confirma ainda a detenção de cinco pessoas, sem mais detalhes.