Esta quinta-feira a mãe de Michael Zehaf-Bibeau  pediu desculpas por aquilo que o filho fez e diz-se irritada com o que ele com tudo o que aconteceu.

«(Ele) Estava perdido e não se encaixava (na sociedade)», afirmou Susan Bibeau num comunicado conjunto com o marido, Bulgasem Zehaf, enviado à Associated Press.

«Não há palavras para expressar a tristeza que sentimos neste momento. Estamos muito tristes porque um homem perdeu a vida. Ele perdeu tudo e deixa para trás uma família que não sente mais nada do que tristeza e dor. Enviamos as mais profundas condolências para a família, embora as palavras pareçam bastante inúteis».

Austrália receia tentativas de imitação do ataque no Parlamento do Canadá

O primeiro-ministro da Austrália, Tony Abbott, manifestou preocupação perante a possibilidade de haver tentativas de imitação no país oceânico de um ataque similar ao perpetrado na quarta-feira contra o Parlamento do Canadá.

«O problema é que existe uma tendência para imitar», disse Abbott ao referir-se o ataque perpetrado por Michael Zahaf Bibeau contra o Parlamento canadiano em Otava.

Abbott conversou esta sexta-feira ao telefone com o seu homólogo do Canadá, Stephen Harper, a quem expressou o seu «horror e comoção» por aquele ataque, segundo a agência local AAP.