O número de mortos devido ao sismo que atingiu o Nepal no sábado subiu para 4.310, anunciou hoje o Governo nepalês. No entanto, o número de vítimas mortais pode ascender às dez mil. O valor foi admitido pelo próprio primeiro-ministro nepalês,  Sushil Koirala.

O porta-voz do Ministério do Interior, avançou ainda que outras 7.953 pessoas ficaram feridas. Um anterior balanço apontava para 4.010 mortos, sendo que quase 100 vítimas morreram em países vizinhos do Nepal.



As equipas de resgate vão tentar hoje chegar às regiões mais remotas do Nepal.

Segundo as contas da ONU, o tremor de terra de magnitude 7,8 afetou oito milhões de pessoas. Mais de 1,4 milhões de pessoas têm particular necessidade de alimentos. Há também falta de água e de abrigos. Nepal tem cerca de 28 milhões de habitantes.

O primeiro-ministro nepalês, Sushil Koirala, declarou também numa reunião que o Governo está a tentar enviar ajuda de emergência, incluindo tendas, água potável e víveres, para as vilas mais isoladas dos Himalaias.

A ONU fez também saber que vai fornecer assistência alimentar a 1,4 milhões de pessoas afetadas pelo terramoto.

“O Programa Alimentar Mundial (PAM) prevê fornecer assistência humanitária nos próximos três meses a 1,4 milhões de pessoas que têm grande necessidade de alimentos. Será uma operação em massa”, disse a porta-voz do organismo, Elizabeth Byrs, adiantando tratar-se de uma operação muito difícil devido à topografia montanhosa do país.


Segundo o porta-voz do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Christophe Boulierac, as primeiras avaliações indicam que “1,3 milhões de crianças precisam de ajuda humanitária urgente”.



Entretanto, o Airbus A310 da Força Aérea Espanhola com o segundo grupo de espanhóis retirados do Nepal já aterrou em Nova Deli procedente de Katmandu, revelou a embaixada de Espanha na Índia.

A notícia foi revelada na conta do Twitter da embaixada de Espanha na Índia.

Fontes diplomáticas do país ibérico tinham revelado na segunda-feira que, pelo menos, 78 espanhóis, incluindo um bebé, iriam embarcar no avião da Força Aérea.