Os testes de despiste do vírus do ébola realizados aos quatro pacientes internados em Espanha - em Madrid e Tenerife - foram negativos, informa o El Pais. Todos os pacientes terão agora de esperar 72 horas pelo resultado das segundas análises.

O paciente que utilizou a mesma ambulância que Teresa Romero e o missionário da Libéria são os únicos que permanecem sem diagnóstico. O nigeriano que viajou de Paris sofre de malária e o auxiliar de saúde da Cruz Vermelha que viajou de Serra Leoa sofre de paludismo.

Soraya Sáenz de Santamaría, vice-presidente, confirmou esta informação e revelou que a única infetada de momento é Teresa Romero, que «está estável, com uma ligeira melhoria».

«O resto dos pacientes em vigilância estão assintomáticos», garantiu.

Num prazo de 24 a 48 horas, a auxiliar de enfermeira será submetida a uma nova análise e os médicos responsáveis pelo caso acreditam que o resultado será negativo.