Duas pessoas morreram e três escontinuavam desaparecidas na sequência da passagem do tufão Talim pelo Japão, onde causou distúrbios na rede de transportes devido às chuvas e ventos fortes no arquipélago.

O tufão já provocou 40 feridos e as autoridades mantêm os alertas para a possibilidade de deslizamentos de terras e cheias em grande parte do país.

Mais de 700 voos domésticos foram cancelados em aeroportos das regiões de Kyushu, Shikoku e Chgoku.

Convertido num sistema de baixa pressão atmosférica depois de ter passado no domingo a tempestade tropical, o Talim encontrava-se na madrugada desta terça-feira no extremo sul da ilha russa de Sacalina, a norte da ilha nipónica de Hokkaido, segundo os dados da Agência Meteorológica do Japão (JMA).

O 18.º tufão da temporada no Pacífico tocou terra na ilha meridional de Kyushu no passado domingo antes de atravessar o oeste e centro nipónico e atingir Hokkaido na segunda-feira.