A tempestade tropical Nate, que está a caminho dos Estados Unidos, transformou-se em furacão, numa altura em que estava ao largo da costa do México, anunciou hoje o Centro Nacional de Furacões (NHC na sigla em inglês).

“O Nate transformou-se em furacão”, informou o NHC através da sua página de Internet pelas 06:00 (hora de Lisboa), quando o Nate estava a passar entre o México e Cuba.

A tempestade tropical Nate deverá tocar solo norte-americano nas primeiras horas de domingo.

A tempestade tropical Nate já causou pelo menos 28 mortos e elevados estragos pela sua passagem pela América central.

Pelas 04:30 (hora em Lisboa), o Nate estava a 110 quilómetros de Cabo Catoche, no estado mexicano de Quintana Roo, e a 155 quilómetros de Cuba, segundo o mais recente boletim do Serviço Meteorológico nacional do México (SMN).

A tempestade tropical deslocava-se à velocidade de 35 quilómetros por hora, com ventos de 120 quilómetros por hora e rajadas de até 150 quilómetros por hora. Em antecipação à sua passagem no Golfe do México, foi retirado o pessoal das plataformas petrolíferas e de gás.

Pelo menos 13 pessoas morreram e outra está desaparecida na Nicarágua devido à tempestade tropical Nate e à chuva intensa própria da época, informou na sexta-feira o governo daquele país.

Um balanço anterior indicava que a tempestade tropical Nate tinha causado pelo menos 22 mortos na América Central (11 na Nicarágua, oito na Costa Rica e três nas Honduras).

A vice-presidente e primeira-dama da Nicarágua, Rosario Murillo, disse na setxa-feira que um jovem de 16 anos morreu afogado num estuário no litoral Pacífico, no departamento de Chinandega, no noroeste da Nicarágua.