A televisão estatal iraniana noticia que dez opositores ao governo foram mortos, por estarem armados e terem tentado assaltar quartéis e esquadras da polícia.

A estação salienta ainda  que dez desses iranianos morreram em confrontos no domingo à noite, sem precisar, contudo, os locais onde os casos ocorreram.

Alguns opositores que protestavam estavam armados e tentaram assaltar quartéis e esquadras da polícia mas foram contidos pela forças de segurança", refere a televisão iraniana, segundo a agência de informação Associated Press.

Os protestos no Irão contra o presidente Hassan Rouhani e o governo começaram na passada quinta-feira e já levaram à detenção de centenas de pessoas.

O Irão tinha avisado este domingo que os manifestantes “pagarão o preço” pelos protestos, depois de uma nova noite de manifestações contra o poder no país, onde duas pessoas foram mortas e dezenas de outras foram detidas.

Aqueles que destroem a propriedade pública, criam desordem e agem ilegalmente devem responder pelas suas ações e pagar o preço. Agiremos contra a violência", afirmou o ministro do Interior iraniano, Abdolreza Rahmani Fazli no domingo.