Um comerciante brasileiro, de 28 anos, foi detido na quinta-feira por suspeita de ter abusado de pelo menos 15 mulheres dentro de um autocarro.

O homem, casado há três anos, e que ficou conhecido como o «tarado da 87», em referência à linha rodoviária onde foram cometidos os abusos, disse ter vergonha dos seus atos, admitindo necessitar de tratamento psicológico.

«Estou arrependido. Não sei explicar o porquê [dos crimes]. Nunca mais o vou fazer», afirmou, citado pelo Globo.

Segundo a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), a primeira denúncia contra o homem ocorreu no passado 3 de Maio. Uma das vítimas expôs o caso à polícia, contando que o suspeito mostrou os órgãos genitais e começou a masturbar-se dentro de um autocarro cheio.

O DEAM começou a investigar o caso e conseguiu deter o homem, que confessou 15 casos.

A polícia já recolheu as roupas de uma das vítimas, com a presença de sémen, e aguarda o exame de ADN.

O crime foi qualificado como violação sexual mediante fraude (artigo 215).