Todos os voos Lisboa-Bruxelas e Bruxelas-Lisboa foram hoje cancelados na sequência das explosões registadas no aeroporto e no metro da capital belga, que causaram vários mortos e feridos, adiantou à Lusa uma fonte da ANA.

“Temos seis voos cancelados de Lisboa para Bruxelas e cinco de Bruxelas para Lisboa, uma vez que o voo da TAP que fazia Bruxelas-Lisboa tinha partido antes das explosões e chegou bem à Portela”, disse à agência Lusa o porta-voz da ANA- Aeroportos de Portugal.

Entretanto, o porta-voz da transportadora aérea portuguesa adiantou à Lusa que arrancou às 09:45 um voo de Lisboa com destino ao Luxemburgo, sendo os passageiros depois transportados via terrestre, por autorcarro, para a capital belga.

Este voo da TAP deveria ter arrancado do aeroporto da Portela, em Lisboa, para Bruxelas às 07:00 de hoje.

António Monteiro disse ainda à Lusa que os passageiros da TAP podem optar por seguir para outros países, para depois chegar a Bruxelas, ou então adiar o voo para outro dia.

O responsável adiantou ainda à Lusa que os trabalhadores da TAP no aeroporto de Bruxelas encontram-se bem.

Também uma fonte da secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas disse hoje à Lusa ter a indicação, através a embaixada portuguesa em Bruxelas, de que um trabalhador da TAP que estava ao balcão da transportadora no aeroporto belga na altura das explosões se encontra bem.

A secretaria de Estado das Comunidades já acionou meios junto da embaixada portuguesa em Bruxelas para acompanhar a situação no aeroporto da capital belga, onde ocorreram duas explosões que causaram um morto e vários feridos.

A mesma fonte disse à Lusa que a embaixada está em contacto com as autoridades belgas para acompanhar a situação e apurar, quando for possível, se existem portugueses entre as vítimas.

Pelo menos 13 pessoas morreram e 35 ficaram feridas nas duas explosões de hoje no aeroporto de Bruxelas, informaram os órgãos de comunicação social belgas

Fontes do ‘belgocontrol’, o organismo que regula a navegação aérea civil na Bélgica e Luxemburgo, informaram que o aeroporto foi encerrado e a maioria dos voos desviados para outros aeroportos da região.

Foi também encerrado o tráfico ferroviário com ligação às instalações aeroportuárias.

Segundo um testemunho citado pela rádio pública RTBF, as explosões no aeroporto tiveram lugar cerca das 08:00 locais (07:00 em Lisboa) perto de uma porta de embarque para os Estados Unidos, onde estavam muitos passageiros. A testemunha descreve “muitas pessoas ensanguentadas”.

Ainda são desconhecidas as causas das explosões.

Entretanto, ocorreu mais uma explosão junto à estação de metro de Maelbeek, e, segundo a rádio belga, tendo provocado vários mortos e feridos, segundo as autoridades.