Um polícia de Ohio, Estados Unidos, ficou com o "coração destroçado” quando encontrou uma criança de sete anos a tentar vender um urso de peluche na rua para comprar comida.

O menino contou às autoridades que não comia há vários dias e, quando mostrou onde morava, a polícia deparou-se com mais quatro menores, entre os 11 e os 17 anos, numa casa em “condições deploráveis”. Havia urina de gato, comida estragada e lixo espalhados pela casa.

Os pais, Tammi e Michael Bethel, disseram à polícia que não sabiam que o filho mais novo estava desaparecido.

Num comentário à publicação de Facebook do departamento da polícia de Franklin, a mãe das crianças defende-se e alega que não fez nada de errado.

Eu também podia mostrar fotos que tirei aleatoriamente entre janeiro e agosto e que mostram a minha casa limpa. O agente da polícia só apareceu no dia errado”, afirmou num comentário que foi, entretanto, eliminado da rede social.

Os meus filhos não precisam de donativos”, acrescenta Tammi Bethel.

Os menores estarão agora ao cuidado de outros familiares, enquanto os pais enfrentam a acusação de ter colocado em perigo a vida dos filhos e estão impedidos de entrar em contato com eles.