Um engenheiro australiano reformado e o seu filho de 10 anos morreram eletrocutados, quando estavam a reparar a bomba da piscina, na sua casa, na Tailândia, esta segunda-feira.

A polícia foi chamada ao local, depois do filho mais novo, Justin, de quatro anos, ter sido encontrado a chorar por um guarda do complexo habitacional.

Segundo as autoridades locais, os corpos de Andrew Fenwick e do filho Jason foram encontrados perto da “casa das máquinas”, onde se encontrava a bomba da piscina.

O pai ainda estava a segurar na mão direita uma ferramenta, segundo declarações das autoridades ao Chiangrai Times. A criança apresentava queimaduras na mão, no corpo e na cara.

A esposa e mãe das vítimas, Somrudi Krailob Fenwick, compartilhou uma mensagem na rede social Facebook em homenagem ao marido e ao filho.

Nós vamos estar sempre juntos. Eu irei falar com vocês todos os dias e irei olhar para vocês todos os dias.”

Os investigadores acreditam que o pai foi eletrocutado enquanto estava a reparar a bomba e que o filho também tinha tido o mesmo destino, depois de ser atingido por uma corrente elétrica, enquanto atravessava uma poça de água.