Um homem de 67 anos foi esta quinta-feira condenado a 18 meses de prisão por um tribunal militar tailandês por ter feito um grafiti invocando o rei nas casas de banho de um centro comercial.

A maior parte das mensagens escritas criticavam o líder da junta militar, o general Prayut Chan-O-Cha, que tomou o poder num golpe de Estado em maio do ano passado. Mas uma das frases fazia referência ao rei Bhumibol Adulyadej.

A juíza considerou os comentários «falsos» e que «diminuíam o valor do rei», como noticia a Lusa.