Milhares de pessoas saíram hoje à rua na capital tailandesa, Banguecoque, para exigir o cancelamento das eleições previstas para 02 de fevereiro.

A manifestação, liderada pelo líder do movimento antigovernamental, Suthep Thaugsuban, ocorre um dia depois de o Tribunal Constitucional da Tailândia ter admitido a possibilidade de as eleições serem adiadas, sublinhando, que, neste caso, uma data alternativa teria de ser acordada.

Thaugsuban, ex-deputado, defende que o movimento que lidera não é antidemocrático, reivincando, no entanto, a demissão do governo e uma reforma do sistema político por um conselho popular não eleito de 400 membros nos próximos 12 a 15 meses.