A proporção de adultos que fumam na população dos EUA caiu para 17,8% em 2013, o valor mais baixo desde o início destas estatísticas em 1965, anunciou na terça-feira o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças.

O número de fumadores de cigarros passou de 45,1 milhões em 2005, quando 20,9% dos adultos fumavam nos EUA, para 42,1 milhões em 2013, apesar de um aumento da população durante este período.

Apesar destes progressos, o tabagismo permanece elevado em alguns grupos, designadamente entre os que vivem abaixo do limite da pobreza ou que têm os níveis de educação mais baixos, mas também entre os ameríndios, os homens e as pessoas que vivem no sul ou no centro do país, bem como ainda entre os portadores de deficiência.