A mulher mais velha do mundo é a sul-africana, Nkukuthane Johanna Mazibuko, nascida em 1894 e, portanto, com 119 anos de idade, segundo consta no seu documento de identificação transmitido à AFP pelo último jornalista a visitar a anciã em Klerksdorp, África do Sul.

Um dos filhos que vive com ela, com 77 anos afirmou que a anciã «é capaz de andar se movimentar por conta própria, mas não por muito tempo. Ela fica tonta.» Cozinha todos os dias, faz a cama de manha, veste-se sozinha, lava a roupa e o resto do dia passa em frente ao televisor.

«Estou bem. Deus deu-me a vida em abundância, mais um prazo. Agora sou muito velha.», disse ao jornalista que teve acesso ao documento expedido desde 1986, com a data de nascimento assinalada no dia 11 de maio de 1894.

A sul-africana teve dez irmãos e foi mãe de sete filhos, cinco deles já falecidos.

O Ministério interno da África do Sul, responsável pelos registos de estado civil ainda não confirmou a veracidade do documentos da mulher, dos quais a Agence France-Presse teve acesso.