As tropas governamentais sul-sudanesas esmagaram civis com tanques, cometeram violações e queimaram pessoas vivas em público, acusou a Human Rights Watch (HRW), num relatório divulgado esta quarta-feira. 

No documento, denominado “Queimaram Tudo”, a organização de defesa dos direitos humanos baseia-se em entrevistas feitas a “174 vítimas e testemunhas" dos acontecimentos em Unity, estado do norte do país.

O documento contém alegações das atrocidades cometidas pelas forças militares governamentais no decorrer do 19º mês da guerra civil, as quais documentam "os deliberados ataques sobre civis e que constituem crimes de guerra”.