Cinquenta mil crianças menores de cinco anos podem morrer até ao fim do ano no Sudão do Sul caso não se obtenham fundos adicionais para alimentá-los, alertou hoje a Unicef.

A agência da ONU para a infância revela que 740.000 menores de cinco anos estão hoje em «alto risco de sofrer de insegurança alimentar», explicou o porta-voz de Unicef, Christophe Boulierac, numa conferência de imprensa em Genebra.

Estes 50.000 menores fazem parte de um grupo de 250.000 que, segundo a Unicef, sofrerão de malnutrição aguda e severa nos próximos meses.