Stephanie Bannister tem 27 anos e é a candidata as eleições legislativas australianas. A um mês da ida às urnas, a jovem mãe conseguiu que o seu nome entrasse o panorama político, mas pelas piores razões. Uma entrevista com várias falhas levou já a que fosse comparada a Sarah Palin, a ex-candidata republicana a vice da Casa Branca.

«Eu não sou contra o Islão como um país, mas eu realmente acho que as suas leis não devem ser bem-vindas aqui na Austrália», disse Stephanie Bannister, fazendo com esta fosse a afirmação mais citada da sua entrevista. Mas há mais.

Bannister confundia as palavras «halal» e «haram», que tem significados opostos, afirmou que os judeus seguiam os ensinamentos de Jesus e foi incapaz de nomear os seus dois rivais diretos na corrida eleitoral.