Há 10 anos que a equipa de arqueólogos da Universidade Southwest Trinity, Estados Unidos, liderada pelo professor Steve Collins, trabalha em escavações em Tall el-Hammam, Israel. Os investigadores acreditam que descobriram agora as ruínas de uma das cidades biblicas de Sodoma e Gomorra, destruídas, de acordo com a Biblia, por intervenção direta de Deus, por causa do ambiente de pecado que ali se vivia.

De acordo com um artigo publicado na revista Popular Archeology, os arqueólogos acreditam ter descoberto as ruínas de Sodoma, que chamam de “mina de ouro”.

“A equipa de arqueólogos desenterrou várias estruturas monumentais antigas e artefactos que estão revelando muito sobre a região durante a Idade do Bronze”, disse Collins.
 
O trabalho desenvolvido desde 2005 só agora está a dar frutos, depois da comparação com ruínas de outras cidades antigas próximas: “O Tall el-Hammam parece corresponder aos critérios sobre Sodoma.”
 
Steve Collins acredita ainda que é apenas uma questão de tempo até se encontrarem indícios da existência na região da cidade de Gomorra.