A poluição atmosférica é um drama recorrente na China, onde milhares morrem por ano devido à poluição do ar. O problema motiva a emissão de alertas todos os anos, mas também disputas diplomáticas.

Um homem fotografou Pequim todos os dias durante três anos antes de sair para trabalhar, criando um mosaico incrível. O ângulo das fotografias é sempre o mesmo: a janela do seu apartamento, num 13º andar da capital chinesa.

Nalguns dias, é possível ver a cidade com clareza; noutros, mal conseguimos vê-la, devido à nuvem de fumo que cobre a cidade durante grande parte do ano.

O objetivo de Zou Yi é alertar as autoridades e a comunidade para as causas da poluição no país.

Quero que as fotos falem por mim”, explicou o fotógrafo à CNN, que juntou todas as imagens numa única composição. “Acho que o Governo poderia fazer mais, mas as pessoas na sociedade também têm de contribuir. Elas precisam estar cientes do problema e participar na monitorização e melhoria da qualidade do ar”.

De acordo com a imprensa estatal, em 2015, Pequim registou 46 dias de "ar densamente poluído". O primeiro alerta vermelho foi emitido em dezembro, o que levou ao encerramento de escolas e a limitações na circulação automóvel.