Um site responsável por mais de quatro milhões de ataques informáticos em todo o mundo foi encerrado, anunciou a Agência Nacional do Crime (NCA).

A operação foi conduzida por autoridades de vários países e culminou com várias detenções.

As autoridades de cinco países, entre os quais a Holanda, a Sérvia, a Croácia e o Canadá, com o apoio da polícia escocesa e da Europol, apanharam seis membros do grupo criminoso por detrás do webstresser.org"

Este site era utilizado para lançar "ataques por negação de serviço", que visam inundar uma rede ou um computador com pedidos, para o impedir de funcionar.

A meio do dia, o site apresentava uma mensagem anunciando que o nome do domínio tinha sido confiscado pelo Departamento da Defesa norte-americano.

Os vários países que colaboraram na investigação foram anunciando os detidos: dois na Escócia, duas na Sérvia, um na Croácia.

"As detenções efetuadas nos últimos dois dias mostram que a internet não garante um anonimato absoluto aos infratores, e nós esperamos identificar outros suspeitos ligados ao 'site' nas próximas semanas", pode ler-se no comunicado.

Claire Georges, uma porta-voz da Europol, que coordenou na terça-feira, a partir de Haia, a operação, disse que "novas medidas" serão adotadas contra os utilizadores do site na Austrália, no Reino Unido, no Canadá, na Croácia, em Hong Kong, em Itália e na Holanda, e que entre elas poderão incluir-se detenções.