«Precisamos de ajuda»

"Tanto os hospitais públicos como os privados estão sobrecarregados e estão até a tratar os doentes ao ar livre", afirmou o embaixador nepalês na Índia à Reuters.


"Estou exausto, mas temos que continuar", afirmou um polícia cuja equipa já tinha levado 166 feridos e cadáveres para os centros médicos.



Mais de 22 mortos no Evereste







Manifestações de solidariedade multiplicam-se








"A dimensão total das mortes e danos ainda é desconhecida, mas informações indicam ser elevada, tanto em termos de perdas humanas e feridos como ao nível do património cultural".