Maria e William Henniker-Gotley passavam férias na sua Villa Olivia, em Sommati, perto de Amatrice, quando a localidade foi abalada por um forte sismo na passada quarta-feira. A moradia do casal inglês tinha sido restaurada há poucos anos e ficou reduzida a escombros, uma vez que foi a mais atingida da região.

Os corpos do casal britânico foram encontrados abraçados entre os escombros da casa de férias, revelaram os amigos à imprensa internacional. Segundo conta o DailyMail, William, de 55 anos, e Maria, de 51, foram encontrados abraçados na cama depois dos filhos - Jack, de 14 anos, e Francesca, de 15, - terem tentado contactar os pais sem sucesso.

No sismo morreu ainda o melhor amigo de Jack, filho do casal: Marcos Burnett, de 14 anos, que tinha chegado com a família para uma semana de férias apenas 13 horas antes do abalo.

O consultor e a mulher, que trabalhava numa instituição de caridade, viviam em Stockwell, a sul de Londres, e estavam em Itália a passar férias.

Barbara Digiacomo, vizinha do casal em Itália desde 2012, afirmou ao mesmo jornal que acredita que Maria e William "nem devem ter percebido (o que estava a acontecer)". "Deviam estar a dormir profundamente". 

Este domingo, o número oficial provisório de mortos resultantes do terramoto foi revisto para 290, menos um que o anterior balanço da Proteção Civil italiana.