O número de mortos devido ao sismo que abalou o sul de Taiwan no passado sábado aumentou para 55, o de feridos subiu para 549 e estão ainda desaparecidas 83 pessoas, segundo o Serviço Nacional de Emergências.

Entre os que morreram encontra-se um bebé de dez dias, dois de seis meses e outras 13 crianças. Já entre os que permanecem sob os escombros estão 64 adultos e 19 crianças, precisou o organismo.

As operações de resgate na cidade de Tainan, a mais afetada pelo sismo de magnitude 6,4, entraram hoje no sexto dia.

A qualidade e segurança da construção de edifícios em Taiwan têm sido alvo de críticas após o sismo de sábado, que matou 55 pessoas, numa altura em que ainda decorrem operações de resgate e recuperação de corpos.

O edifício Dragão Dourado (Weiguan Jinlong) foi a única torre a ruir totalmente devido ao sismo.

Mais de 80 residentes continuam soterrados entre os destroços, com a possibilidade de se encontrarem sobreviventes cada vez mais estreita.