O porta-voz do parlamento sírio, Mohammad al-Laham, anunciou nesta segunda-feira que as eleições presidenciais serão a 3 de junho, marcando a data para um ato que observadores internacionais apoiantes dos opositores de Bashar al-Assad apelidam de «paródia da democracia», cita a Reuters.

«As eleições para o Presidente da República Árabe Síria, para os sírios residentes no país, realizar-se-ão na terça-feira 3 de junho», disse Mohammad al-Laham durante uma sessão especial do parlamento.

Pela constituição síria deveria haver eleições presidenciais até julho no país que vive há três anos uma guerra civil que já matou mais de 150 mil pessoas e causou milhões de refugiados.