O presidente dos Estados Unidos anunciou, em entrevista à televisão ABC este domingo que trocou cartas com o novo presidente do Irão,Hassan Rouhani.

Apesar dos rumores de que tropas iranianas tinham sido deslocadas para ajydar o regime sírio, Obama mostrou-se confiante no papel de Rouhani para estabilizar aquela região.

O presidente iraniano mostrou-se, segundo Obama, empenhado em evitar uma intervenção militar do ocidente na Síria.

O contacto sobre a Síria, é também uma janela diplomática aberta nas relações tensas entre Estados Unidos e Irão sobre o arsenal nuclear iraniano.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse também estar satisfeito com o facto de o seu homólogo russo, Vladimir Putin, ter assumido a responsabilidade pelo seu «cliente», o presidente sírio Bashar al-Assad.

«Saudo-o por estar envolvido. Saudo-o por dizer «Eu assumo a responsabilidade por levar o meu cliente, o regime de Assad, a lidar com essas armas químicas», disse Obama ao programa «This Week», da ABC News.

Obama rejeitou as críticas de que terá sido ultrapassado por Putin, com quem tem divergências significativas em muitas questões, usando o velho ditado do ex-presidente Reagan para lidar com a União Soviética: «Confie, mas verifique».