As Nações Unidas confirmaram hoje que os inspetores já concluíram a investigação às «denúncias credíveis» sobre a utilização de armas químicas na Síria, mergulhada numa guerra civil há dois anos e meio.

Após seis dias no terreno, a equipa de inspetores, liderada por Ake Sellstrom, «pôs fim ao seu trabalho na Síria» e redigirá agora o relatório final, disse à imprensa o porta-voz da ONU.

Martin Nesirky adiantou que os investigadores não visitaram a localidade de Jan al-Asad, na província de Alepo, onde, segundo o governo de Bashar al-Assad, as forças rebeldes realizaram em março um ataque com armas químicas.