O número de australianos que combatem ao lado do autoproclamado Estado Islâmico (EI) na Síria e Iraque duplicaram no decurso de um ano, mas não deverá continuar a crescer a este ritmo, estimou a ministra dos Negócios Estrangeiros da Austrália.

“Estimamos que cerca de 120 australianos estejam atualmente no Iraque e na Austrália com o EI e com outros grupos terroristas”, disse no domingo à imprensa Julie Bishop, que se encontra em Nova Iorque para participar na Assembleia Geral das Nações Unidas.


“É o dobro do número que eu tinha anunciado há um ano. Não espero que o número duplique no próximo ano”, acrescentou a ministra.