O exército sírio resgatou, nos últimos dias, mais de duas mil pessoas da região de Ghouta oriental, perto de Damasco, onde a população está cercada pela forças do regime há dois anos, indicou este domingo a agência oficial da Síria.

De acordo com a AFP, também o Observatório Sírio para os Direitos Humanos informou que mais de mil pessoas, incluindo dezenas de rebeldes, foram retiradas desta região.

O  Observatório Sírio para os Direitos Humanos refere que as pessoas que vivem nesta zona cercada há dois anos pelas forças governamentais enfrentam faltam de alimentos e medicamentos.