Um fotojornalista viu uma criança render-se quando se preparava para tirar uma fotografia, depois de ter confundido a máquina fotográfica com uma arma. Segundo o jornal turco « Gaziantep Haberler», a imagem pertence ao foto jornalista Osman Sağırlı e foi tirada em 2012 num acampamento na fronteira da Síria com a Turquia.



Na legenda da foto publicada pelo mesmo jornal pode ler-se: «A cara entristece-se subitamente. Espreme o lábio inferior entre os dentes enquanto levanta suavemente as mãos no ar. Sem uma palavra. Não é fácil confortar uma criança que pensa que a câmara é uma arma. Hudek, com 4 anos, perdeu o pai no atentado à bomba em Hamã. A mãe, síria, e os três irmãos estão no campos de  refugiados  Camp Atmen na fronteira com a Turquia».

No entanto, só depois de ser partilhada no Twitter pela fotojornalista da Palestina, Nadia AbuShaban, é que a fotografia se tornou viral, sendo considerada «a imagem mais triste do dia».
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) estima que quase 14 milhões de crianças estão a ser afetadas pelo conflito na Síria e no Iraque.