Pelo menos 553 pessoas morreram nos últimos 30 dias na Síria devido aos bombardeamentos aéreos da coligação internacional contra posições do Estado Islâmico (EI), informou hoje o Observatório Sírio dos Direitos do Homem.

A organização não-governamental com sede em Londres e uma ampla rede de ativistas no terreno registou o número de vítimas desde o início das operações da força multinacional liderada pelos Estados Unidos, a 23 de setembro, até à meia-noite passada.