Um tribunal de Singapura condenou, esta quinta-feira, o ‘blogger’ Amos Yee, de 17 anos, a um mês e meio de prisão por incitar ao ódio religioso na internet, uma sentença condenada pela organização Human Rights Watch (HRW).

Yee, que também tem de pagar uma multa de 2.000 dólares de Singapura (1.300 euros), declarou-se culpado pela publicação de várias mensagens no Facebook e no Youtube contra o cristianismo e o islão, segundo o jornal Straits Times.

Se Yee não pagar as multas, a pena será alargada a mais 10 dias.

O procurador-adjunto Hon Yi afirmou que o adolescente, que já fora condenado por injúrias no ano passado, atacou “cinicamente” os sentimentos religiosos para ganhar atenção e acrescentou que, apesar de jovem, é suficientemente maduro para ser responsável pelos seus atos.

Este caso é sobre uma pessoa que, mesmo já tendo tido problemas com a justiça por uma ação similar, deliberadamente decidiu agravar o grau ofensivo do material que cria. [Yee] quis, cinicamente, ofender as crenças religiosas para atrair atenção e tirar proveitos financeiros disso".