Cerca de 6.000 pessoas a residir na área do monte Sinabung, na ilha indonésia de Samatra, foram retiradas pelas autoridades que emitiram um alerta devido ao aumento da atividade vulcânica, informou esta quarta-feira a Agência para Gestão de Desastres.

“Existe risco de avalanches, seguidas de rios de lava e cinza num raio de sete quilómetros no sul e leste da colina”, especificou o porta-voz do organismo, Sutopo Purwo Nugroho.


Dezasseis pessoas morreram em fevereiro de 2014, na sequência da erupção vulcânica do Sinabung, particularmente ativo desde setembro último.