Um incêndio de grandes dimensões obrigou, esta sexta-feira de madrugada, as autoridades espanholas a retirar 1600 pessoas das localidades de Acebo e Perales del Puerto, em Sierra de Gata ( Cáceres), na Estremadura, noticia o El Pais.

Em conferência de impressa, o presidente da Câmara de Estremadura, Guillermo Fernández Vara - que vai visitar as famílias retiradas ainda esta sexta-feira - revelou que já arderam cinco mil hectares da Sierra de Gata e que "tudo parece indicar" que o incêndio terá tido "mão criminosa", uma vez que é o quinto incêndio naquele local num curto espaço de tempo. 

De acordo com Fernández Vara, depois de terem sido evacuadas as localidades de Acebo e Perales del Puerto, as autoridades estão a estudar a possibilidade de também evacuar Hoyos, sendo que a estrada da localidade já foi cortada.
 
No local, o incêndio é combatido por mais de 300 homens, apoiados por quatro aviões anfíbios e oito helicópteros, que durante a noite não puderam operar. No entanto, o combate às chamas tem sido dificultado pelo forte vento que se tem feito sentir na região. 

Em comunicado, a Câmara dá conta que se trata de um incêndio de nível dois, "cuja extensão se complicou durante a madrugada" devido às "fortes e constantes rajadas de vento".