O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, manifestou esta quarta-feira a sua «profunda comoção e indignação» pelo ataque contra o semanário satírico francês Charlie Hebdo que provocou 12 mortos.

Numa mensagem enviada ao Presidente francês, Francois Hollande, o chefe do Governo nipónico garantiu que o Japão «condena de forma categórica qualquer ato cobarde de terrorismo, independentemente do motivo» e enviou «condolências a todas as famílias das vítimas».

«Nestes momentos difíceis, o Japão está com a França», garantiu o primeiro-ministro na sua mensagem.