Um homem foi condenado a 20 anos de prisão por manter uma jovem presa e obrigá-la a assinar um contrato que fez dela sua escrava sexual durante seis anos.

Edward Bagley, de 46 anos, e a mulher Marilyn recrutaram a jovem quando ela tinha 16 anos para viver com eles numa rulote no Missouri, nos Estados Unidos. A adolescente disse em tribunal desconhecer que se iria tornar numa escrava sexual.

O casal, de acordo com a Sky News, alega que não forçou a jovem, agora com 27 anos, a ter relações sexuais e que as mesmas nunca foram consumadas antes de atingir a maioridade.

O Ministério Público norte-americano acredita, porém, que os abusos sexuais começaram quando a jovem era ainda menor.

«Eu não sabia que isto ia tornar-se numa coisa de todas as noites», afirmou a vítima na audiência. «Começou mal e só ficou pior», acrescentou.