Os bispos portugueses reúnem-se a partir de segunda-feira em Fátima com uma agenda que inclui a reflexão relativa ao Sínodo dos Bispos sobre a família e as propostas pastorais decorrentes da visita que o episcopado fez ao papa.

À agência Lusa, o porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), padre Manuel Barbosa, disse que estes dois temas vão ocupar grande parte dos trabalhos, nos quais a situação política nacional deverá também merecer a atenção dos prelados.

Manuel Barbosa adiantou que a questão dos refugiados e o contributo das instituições da Igreja Católica para o seu acolhimento vão ser também abordados na assembleia plenária.

Várias entidades ligadas à igreja são membros fundadores e membros aderentes da Plataforma de Apoio aos Refugiados, plataforma de organizações da sociedade civil portuguesa para apoio aos refugiados na atual crise humanitária, organismo que tem o apoio da CEP.

O Sínodo dos Bispos realizou-se entre 4 e 25 de Outubro, em Roma, Itália, tendo nele participado o cardeal-patriarca e presidente da CEP, Manuel Clemente, que, em declarações à agência Ecclesia, declarou-se "muito satisfeito" com os trabalhos, que valorizaram o acompanhamento das famílias.

"Temos de dar muito mais importância às famílias, à preparação para o matrimónio, ao acompanhamento das famílias cristãs, mesmo aquelas que vivem em rutura, para vermos o que podemos consertar com a ajuda de todos", afirmou Manuel Clemente.

Os bispos católicos portugueses participaram na tradicional visita "ad Limina", a visita que cada bispo diocesano deve fazer a Roma, o que geralmente acontece de cinco em cinco anos e por conferência episcopal, na qual apresenta ao papa o relatório sobre o estado da respetiva diocese e da Igreja no seu país.

Outros dos temas que constam na agenda da CEP para a assembleia da próxima semana são a reforma do processo canónico para as causas de declaração de nulidade do casamento, o Ano da Misericórdia, que se inicia a 8 de Dezembro, uma reflexão sobre a catequese em Portugal, e o centenário das aparições de Fátima, em 2017, santuário que o papa Francisco expressou vontade de visitar em maio desse ano.

A 188.ª assembleia plenária da CEP, órgão máximo do episcopado português, começa às 16h00 de segunda-feira, com o discurso do seu presidente, terminando na quinta-feira com a divulgação do comunicado final e conferência de imprensa, às 14h30. .

Participam todos os bispos, diocesanos, auxiliares, coadjutores e eméritos, estando também presentes o Núncio Apostólico em Portugal e as conferências dos Institutos Religiosos e dos Institutos Seculares de Portugal.