O Presidente do Iémen e os rebeldes xiitas, que se apoderaram do palácio presidencial, chegaram esta quarta-feira a acordo para a saída da crise no país, após vários dias de violência na capital, informou a agência de notícias Saba.

Segundo o acordo, os rebeldes huthis vão abandonar o palácio presidencial e libertar o chefe de gabinete do Presidente Abdrabuh Mansur Hadi, sequestrado no sábado.

Em troca, o projeto da Constituição, ao qual os huthis se opunham, poderá ser melhorado, adiantou a Saba.